Video on demand, também conhecido como VoD ou video streaming, é um método de distribuição de conteúdo em vídeo em que o servidor analisa o dispositivo que solicita o vídeo, os softwares envolvidos e a conectividade disponível antes de fazer a entrega do vídeo. Isso implica que quando um internauta clica no botão play de uma caixa de controle de vídeo, requisitando o vídeo, o servidor saberá que navegador (Internet Explorer, Chrome, Firefox, Safari, etc.), que sistema operacional (Windows, MacOS, Linux, iOS, Android) e que velocidade de conexão com a Internet estão envolvidos na requisição. 

Ao contrário do que ocorre com WebTV, onde há a transmissão ao vivo de vídeo, no VoD há a distribuição de vídeo é baseada em arquivos previamente gravados e produzidos, estocados no servidor VoD, como mostrado abaixo.

Os arquivos de VoD são instanciados em páginas de Internet, seja páginas de simples HTML, ou em páginas de um ambiente virtual de aprendizagem como o Moodle ou em outros aplicativos, como Joomla e Wordpress, fazendo uso de players de vídeo (caixas controladoras de vídeo) associados a cada aplicativo, como no exemplo ilustrado abaixo, onde o video player é alocado em uma páginas do Moodle.

VoD x Emuladores

O Moodle permite que vídeos sejam alocados em suas páginas sem a necessidade de servidor de VoD, e o resultado aparenta ser semelhante, com uma caixa com Player, controle de volume e posição do vídeo. Porém, o que o Moodle fazer é usar uma tecnologia chamada emulador de streaming de vídeo, que apenas imitam mas não fazem o que o streaming faz. O emulador de streaming apresenta o vídeo, mas sem oferecer as funcionalidades de análise da requisição para entregar o vídeo no formato e resolução mais adequado a quem requisita. Os emuladores apenas controlam o download de um arquivo de vídeo de modo que começam a exibir o vídeo na medida em que o arquivo é baixado no computador do internauta, mesmo sem o download ter sido concluído.

Como isso ocorre de forma simplificada, e o dispositivo que requisita não é checado, se o arquivo de vídeo não tiver o formato adequado para o sistema operacional e para o navegador que estão sendo usados para tentar assistir o vídeo, caso não haja compatibilidade, o vídeo simplesmente não é mostrado. E mesmo que seja compatível, a resolução de vídeo não varia para se adaptar à qualidade da conectividade do internauta. Isso pode provocar congelamento e 'pulos' na imagem mostrada. Além do mais, os emuladores de vídeo tem capacidade de suportar um número limitado de usuários. Para suportar um número maior de usuários, o custo dos recursos computacionais é mais vantajoso com uso de VoD do que emuladores streaming de vídeo.  

Possibilidades de VoD no Moodle 

Os vídeos gravados podem ser incorporados em qualquer conteúdo HTML básico, com a segurança de que computadores, tablets e smartphones Android e iOS acessarão tal conteúdo, cada um usando uma codificação adequada para sua especificidade. Além do mais, o cliente pode acompanhar a audiência pela internet de quem está assistindo ao vídeo, visualizar gráficos de acesso dentre outras métricas. Mas a combinação de VoD com o Moodle trás possibilidades muito interessantes para quem quer vender cursos baseados em vídeo.

Temos abaixo uma ilustração de um possível uso de VoD para propiciar um curso baseado em vídeo. Neste cenário o aluno acessa lista pública de cursos e se interessa por um deles, acessando em seguida a sua descrição (1). O aluno decide se inscrever no curso e segue o procedimento de inscrição (2) onde é levado até o site do Paypal, já com seus dados cadastrais preenchidos, restando apenas fornecer os dados de cartão de crédito. Note que a responsabilidade sobre o controle de fraude é do Paypal, e não do ofertante do curso. Uma vez confirmado o pagamento, o aluno é redirecionado já para dentro da sala onde o curso é feito (3).

 

Nesta sala, entre outros recursos, existe o vídeo ou um conjunto de vídeos que compõem o curso, com acesso restrito. Mediante o primeiro acesso ocorrido logo após o pagamento, começa a contar o tempo de validade da inscrição (5), que pode ser de apenas alguns minutos, horas ou dias. Apenas o suficiente para que o conteúdo seja acessado adequadamente. Após o tempo de inscrição do curso acabar, o aluno deixa de ter acesso ao mesmo, voltando a ver apenas a lista pública de cursos.

Desta forma, é possível ofertar cursos rápidos, com forte presença de vídeos e com o controle de inscrição e tempo de acesso totalmente automatizados. Trata-se de um processo bastante adequado para cursos pré-vestibulares, preparatórios para concursos públicos, especialmente em se tratando de provas da OAB, onde a interatividade entre alunos (concorrentes no concurso) naturalmente não existe.

Acesso Condicional

Abaixo temos outro cenário, onde um curso com uma maior variedade de recursos é realizado por um aluno que tem que seguir um rígido controle de acesso aos recursos. Já na sala do curso, o aluno tem que acessar e ler o material inicial (1), pois sem isso o restante dos recursos do curso não são liberados. Feita a leitura, o vídeo é liberado para acesso (2). O aluno assiste o vídeo, que está em área restrita, protegido contra acesso não autorizado (3), para ter acesso aos exercícios (4).

 

Uma vez que o aluno assiste o vídeo, que tem liberado o exercício (4), o que passa a ficar indisponível é o próprio vídeo. Assim, o autor pode controlar o acesso ao vídeo e, se não garantir, dificultar em muito o compartilhamento de acesso a um curso por dois ou mais alunos. Note que processos semelhantes podem ser implementados em outros aplicativos, como Elgg, Joomla e Wordpress.

Abaixo disponibilizamos uma demonstração de nosso serviço de VoD. Note que poderá acessar o mesmo vídeo abaixo, na mesma página do site, usando diferentes tecnologias (computador, tablet e smartphone, da Apple ou Android). Isso graças à tecnologia de VoD que usamos e ao player de vídeo que ativamos para nosso domínio, que identifica a tecnologia e codifica o vídeo de acordo com o dispositivo de exibição do vídeo. O mesmo pode ser feito no seu caso. Consulte-nos para detalhes. 

Conteúdo Demonstrativo

Video Demonstrativo